Estudo – A mediação em saúde- espaços e ações de profissionais na rede de atenção à população rural

 A atual organização das Redes de Atenção em Saúde (RAS) exige olhares que busquem analisá-las a partir dos profissionais e usuários que dão movimento a estes dispositivos. A mediação em saúde, enquanto uma ação do profissional em função das demandas de saúde do usuário e que intervém sobre seu fluxo de utilização dos serviços, é uma possibilidade de fazer esta análise. Tem-se como objetivo deste estudo analisar a organização local de uma RAS a partir da ação de mediação empreendida pelos profissionais que atuam nos serviços de saúde e que atendem populações rurais. Trata-se de um estudo qualitativo que se utilizou de entrevista semiestruturada, diário de campo e observação participante.

Apreendeu-se que as ações de mediação em saúde, em seu exercício, envolvem diferentes setores e atores que incidem sobre o campo da saúde, gerando desacomodações em diferentes espaços, circunscrevendo-se além daquilo que é protocolizado e formalmente instituído para os serviços de saúde. O campo de atuação do mediador, no entanto, depende do reconhecimento das ações de mediação como uma atuação legítima, do contrário, existe a possibilidade de a ação de mediação gerar processos de desautorização e cerceamento dos profissionais.

Apreendeu-se igualmente que, ao estudar a mediação em saúde em uma RAS, dá-se visibilidade a uma potência, que existe nas tramas destes arranjos, e isto merece atenção e mais debate, uma vez que impacta a lógica institucional e interfere sobre a organização da RAS localmente.

Estudo realizador por: Vilma Constância Fioravante dos Santos – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, Brasil. Tatiana Engel Gerhardt – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, Brasil. Université de Bordeaux 2 Victor Segalen. Bordeaux, França.

Podes ler o estudo completo aqui…

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *